quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Viagem: Colômbia em 12 dias

Olá!!

Ilha Cayo Cangrejo no fundo

Uma das melhores viagens que fizemos e com um custo bem razoável, a Colombia caiu do nada nos nossos planos de férias mas nos deu muita satisfação.

Vou escrever especificamente sobre cada cidade mas para já dar aquela ajudada vai o básico:

* Não é exigido passaporte, basta CARTEIRA DE IDENTIDADE. Não serve OAB, CNH, Carteira de trabalho, etc. É identidade mesmo gente.
** É exigido no embarque o certificado internacional emitido pela ANVISA de que você é vacinado contra a febre amarela - Atenção para isso porque a gente viu algumas pessoas sendo barradas no embarque por não possuir o certificado.
Johnny Cay

* Nosso roteiro de 12 dias foi o seguinte:
00. Vitória x Rio + Rio x Bogotá
01. Bogotá
02. Bogotá + Bogotá x Cartagena
03. Cartagena
04. Cartagena
05.Cartagena x San Andres + San Andres
06. San Andres
07. San Andres
08. San Andres
09.  San Andres x Providencia + Providencia
10. Providencia
11.  Providencia +  Providencia x San Andres
12. San Andres + San Andres x Bogotá
13. Bogotá + Bogotá x Rio
14. Rio x Vitória

Esse foi o roteiro que nós fizemos mas eu gostaria de ter 1 dia a mais em Cartagena, porque na real é uma cidade muito gostosinha, e pelo menos mais 1 dia em Providencia ( ou mesmo inverter o tempo com San Andres, isto é, ficar 5 dias em Providencia e 3 dias em San Andres).

* Hostels e Pousadas:

Bogotá - Masaya hostel ( quarto compartilhado). Diária - aprox. 40 reais.
Cartagena - El viajero  (quarto compartilhado). Diária - aprox. 50 reais.
San Andres - El viajero (quarto privativo). Diária - aprox. 200 reais.
Providencia - Posada Sunshine Paradise (quarto privativo). Diária - aprox. 180 reais.

     Todas as hospedagens tiveram seus aspectos positivos e negativos. A melhor hospedagem de longe foi em Providencia pois além da privacidade, a cama era confortável e a água não era salobra.
     Não há a pior hospedagem mas o local mais complicado foi em Cartagena porque nosso quarto tinha uma janela para  rua que não vedava minimamente o som, logo as 07h da manha tinha uma chola gritando que me acordava.
Cayo cangrejo - Providencia

ATENÇÃO! Nós gostamos da hospedagem no El viajero de San Andres no quarto privativo mas os amigos que fizemos que estavam no quarto compartilhado reclamaram muito do cheiro de fossa no banheiro MAS descobrimos que existem hospedagens muito ruins MESMO em San Andres. Logo, cuidado ao reservar! Verifique se há ar condicionado no quarto, se há locker. Procure comentários falando sobre a água do chuveiro e se HÁ chuveiro (uma colega acabou tendo que ficar apertando um botaozinho para a agua do chuveiro cair... sério!)

* Transportes
Nós utilizamos avião para todas as transferências. Recomendo que leve uma bagagem que caiba como bagagem de mão pois o custo da viagem melhora muito. Nós tivemos que despachar bagagem em todos os voos x.x

Nós voamos de Latam, Avianca, Copa Airlines e Viva Colombia.


* Custo
Cada pessoa é uma e tem uma prioridade de gastos (leva isso para a vida) mas da mesma forma que eu precisei ter uma ideia para me planejar você pode estar se perguntando o custo das coisas.
1. Com passagem aérea (com bagagem despachada)
                                     Rio x Bogotá custa em média R$1.200,00 (ida e volta por pessoa)
                                     Bogotá x Cartagena - média de R$ 150,00 (ida por pessoa)
                                     Cartagena x San Andres - média de R$ 200,00 (ida por pessoa )
                                     San Andres x Providencia - aprox. R$ 500,00 (ida e volta por pessoa)
                                     San Andres x Bogotá - aprox. 250,00 (ida por pessoa)

2. Com hospedagem: em hostel - média de R$ 50,00 (por dia, com café da manhã)
                               quarto privativo - Bogotá R$ 120,00
                               quarto privativo - San Andres R$ 200,00
                               quarto privativo - Providencia R$ 200,00

3. Com alimentação e passeios: para dar uma ideia de gastos peguei o lugar que gastamos mais, San Andres, e copiei a seguir os gastos discriminados do quanto e com o que gastamos no dia a dia ;)



Manhã
Em transitoCartagena x San Andrés ( 07:45 - 09:15)0,00 COP
TaxasTransferência para San Andres (taxa de entrada na ilha)210.000,00 COP
TransporteTáxi até hostel15.000,00 COP
HospedagemEl Viajero San Andres ( 4 diárias, quarto com banheiro privativo e café da manhã incluído)788.800,00 COP
alimentaçãoCafé da manhã9.800,00 COP
EntretenimentoReserva de passeios - cooperativa que fica na praia do centro. É uma tendinha verde e amarela .Reservar o parasail para o Domingo - 10h30 Endereço: Marina Porto Fino, Av. Newball (quase ao lado do famoso restaurante La Regatta) Não fechar o paconte “El Acuario + Johnny Cay". Johnny cay tem que ser um dia e acuario com haynes cay em outro.0,00 COP
AlimentaçãoLanche: cerveja (4)10.000,00 COP
alimentaçãoAlmoço: prato ejecutivo para 222.500,00 COP
entretenimentoPraia Peatonal Spratt Bight / snorkelling0,00 COP
NoiteAlimentaçãoJantar: cafe cafe (1 pasta carbonara + 2 limonadas de coco)41.000,00 COP
ComprasMáscara + sapatilha neoprene40.000,00 COP
cerveja4.000,00 COP
TOTAL1.141.100,00 COP
Manhã
AlimentaçãoCafé da manhã (incluído)0,00 COP
AlimentaçãoLanche: comprar cervejas / água / lanches em minimercado para levar para praia 16.000,00 COP
EntretenimentoTour VIP: Jhonny Cay + El Acuario + Haines Cay (9h-18h)70.000,00 COP
EntreteEntrada Johnny Cay10.000,00 COP
EntretenimentoAluguel de 2 espreguiçadeiras + 1 guarda-sol (2 casais)17.500,00 COP
Alimentação1 coco loco12.000,00 COP
Tarde
AlimentaçãoAlmoço: em Johnny Cay30.000,00 COP
AlimentaçãoÁgua20.000,00 COP
AlimentaçãoLanche11.500,00 COP
NoiteAlimentaçãoJantar: La Fragata (20:30)121.000,00 COP
TOTAL308.000,00 COP
Manhã
AlimentaçãoCafé da manhã (incluído)0,00 COP
AlimentaçãoLanche: comprar cervejas / água / lanches em minimercado para levar para praia 5.000,00 COP
TransporteAluguel de Carrinho ou Scooter - máximo 60 mil COP por dia: Volta a ilha (Hoyo soplador+La piscinita+West View)
Sugestão: fazer anti-horário
72.000,00 COP
Lanche em west view5.000,00 COP
EntretenimentoEntrada West View8.000,00 COP
entretenimentoMáscaras snorkelling10.000,00 COP
Tarde
AlimentaçãoAlmoço: em West View52.000,00 COP
entretenimentoPraia de Cocoplum0,00 COP
EntretenimentoCervejas cocoplum20.000,00 COP
Noite
AlimentaçãoJantar: café café.60.000,00 COP
EntretenimentoEntrada CocoLoco (boate)20.000,00 COP
EntretenimentoBebidas80.000,00 COP
TOTAL332.000,00 COP
Manhã
AlimentaçãoCafé da manhã (incluído)0,00 COP
AlimentaçãoLanche: comprar cervejas / água / lanches em minimercado para levar para praia 20.000,00 COP
EntretenimentoBarco para El Acuario y Haines Cay30.000,00 COP
EntretenimentoSnorkling em El Acuario0,00 COP
TardeEntretenimentoPraia de Cocoplum e Rocky cay0,00 COP
TransporteTaxi ate cocoplum (dividido c casal)18.000,00 COP
AlimentaçãoAlmoço: parqueadero30.000,00 COP
AlimentaçãoCervejas no Restaurante Acqua16.000,00 COP
TransporteBus para hostel4.400,00 COP
NoiteAlimentaçãoJantar: beer station63.000,00 COP
TOTAL181.400,00 COP
Ida e volta pra Providência
Noite
Em trânsitoProvidência x San Andres0,00 COP
TransporteTaxi p hotel15.000,00 COP
HospedagemEl viajero San Andres (1 noite, quarto com banheiro privado e café da manhã)197.200,00 COP
AlimentaçãoJantar: Casa blanca (thay food e italian food)76.000,00 COP
TOTAL288.200,00 COP
Dia
AlimentaçãoCafé da manhã (incluído)0,00 COP
Transporteônibus8.800,00 COP
EntretenimentoPraia Cocoplum - Beach club Acqua - infra estrutura gratuita0,00 COP
EntretenimentoRocky Cay (snorkel)0,00 COP
AlimentaçãoAlmoço e cervejas: restaurante acqua (entrada + filet cocoplum+ 5 cervejas + 2 micheladas + 1 limonada de coco)103.000,00 COP
AlimentaçãoÁguas + Lanche 17.000,00 COP
TransportePegar taxi até aeroporto20.000,00 COP
NoiteEm trânsitoSan Andres x Bogota - 19:21-21:260,00 COP 


É isso pessoal. O roteiro dia a dia eu vou comentando aos poucos ;)

Até!

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Livros viajantes II: "Os elefantes não se esquecem"

Olá!



Li esse livro em razão da 5ª  rodada do livros viajantes.

Na real, apesar de eu AMAR os livros da Agatha Christie, eu não gostei dessa aventura em particular.

Uma das principais razões disso é a necessidade RECORRENTE de ficar batendo no título do livro (acho que pra justificar o titulo, só pode!). A outra é a personagem principal insipida, cansativa e maluca que provoca a investigação e - sabe-se lá porque - realiza parte da investigação.

A história ficou com uma motivação bem ruim - o porque de desvendar o mistério. Se não bastasse, com poucos elementos fornecidos já era possível ter uma ideia do desfecho mas a história se arrastou muitoo, foram inseridos personagens desnecessários e, por fim, desvendar o mistério na prática não mudava EM NADA (de verdade) a vida das pessoas.

Como é um livro de mistério, e talvez você esteja interessado em lê-lo, preferi comentar de forma bem superficial para não estragar surpresas (ou não).

Eu continuarei SEMPRE recomendando para os adoradores de mistérios os livros da Agatha Christie, mas este em especial eu NÃO RECOMENDO pura e simplesmente porque não é um bom mistério nem uma boa investigação.

Peço desculpas antecipadas aos prováveis adoradores do livro - calma minha gente! eu somente não curti o livro, você pode continuar curtindo e achando brilhante xD

Até!

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Viagem: Chefchaouen ( a cidade azul), cachoeira de Akchour e Tanger

Ola!




Essa é a reta final do meu relato da nossa viagem pro Marrocos e ele vai ser bem objetivo e sequinho porque as últimas cidades não tem muito o que dizer mesmo e os passeios foram feitos em apenas 2 dias. 

1) Chefchaouem:
Crepúsculo na cidade de Chefchaouen
Não querendo desanimar a todos mas eu preferia ter uma opinião real sobre um lugar que eu terei que me esforçar muito para ir xD 


A cidade azul me atraiu muito porque as fotos na internet são fabulosas. O pessoal fala super bem da cidade e tudo parece ser super legal. 
Errado. 

A cidade azul não é esse azulzão todo dessa foto ai. Esse azul esta presente em algumas partes da cidade. Os filtros que o pessoal coloca dá a impressão de que é muito azul - mas não é. 

E a cidade realmente não tem muita coisa para fazer. Nós visitamos um antigo e minusculo forte - que por acaso estava com uma exposição que falava sobre a importância da mulher no povo que se desenvolveu naquela área. Do contrario apenas seria 5 minutos olhando o forte xD 

Mas ai a gente fez aquela parada que a gente adora, que é se perder na cidade. Lógico que pelas experiencias narradas sobre fazer isso no Marrocos, pessoal já tá ligado que não é exatamente um bom programa. Mas os comerciantes foram menos invasivos e eu apenas temi pela minha vida no fim do dia, quando já estava escuro - mas o Dan disse que eu estava cismada (talvez... mas foram dias dificeis para ser mulher em uma viagem). 

As nossas experiências boas foram: fazer a pequenina trilha para ver o por do sol e contemplar a cidade e comer ( Recomendamos o restaurante Twins para almoço e o restaurante Casa Aladin para jantar). 

Nosso hostel (Baraka) era horroroso como quarto privativo no inverno pq passamos frio a noite, enquanto quem estava nos compartilhados tinha aquecedor. 

Enfim, dormimos pouco e mal, e a dona do hostel era meio grosseira.  

Agora, lendo esses meus comentário a pessoa já pensa "Noooossa nem vale a pena então" - cara, vc tá no Marrocos e é uma cidade com muitos prédios azuis! É no meio do caminho entre Tanger e Fez, logo, para na cidade e faz um passeio. Se quiser fazer a trilha de Akchour (o próximo ponto) super recomendo dormir de boas na cidade e ir cedinho na manhã seguinte. 

A intenção ao falar de muitos pontos negativos é evitar que você gere aquela puta expectativa ( como a que eu gerei) e fique mega frustrado. 



Aguardando o por do sol no mirante


2) Trilha para a cachoeira de Akchour:

A cachoeira de Akchour fica localizada próximo ao Parque Nacional de Talassemtane e a 60km de Chefchaoen. Nós percorremos a distancia em mais de 1 hora de carro, mas existem taxis que fazem o trajeto e mesmo os hotéis oferecem a ida ao local.

No início da trilha tem restaurantes e banheiros (pago para quem não esta no restaurante).















A trilha é longa. Aproximadamente 4 horas para ir e voltar. Intercala subidas e descidas com umas áreas retas, o que não torna desgastante a caminhada.






O cenário muda muitas vezes e tem diversos locais que seria tranquilo dar um mergulho no verão (em especial nessa época que fomos - Fevereiro - estava bem frio e eu nem cogitei a possibilidade xD).




A chegada a cachoeira me pegou de surpresa porque nós ainda nos aventuramos de ir "escalando" as rochas no entorno da cachoeira para ficarmos por tras dela, em uma gruta escavada na montanha. Admito que dá um medinho de escorregar porque as rochas são escorregadias.



Recomendo para quem quiser fazer o passeio que saia bem cedo mesmo porque como a trilha é longa, você volta morrendo de fome e os restaurantes podem não ter mais comida para te servir se você chegar muito tarde (isso rolou com a gente x.x) 



 3) Tanger:




Nessa cidade a gente apenas dormiu e tomou café da manhã nesse terraço do hotel - que tem essa paisagem linda. 

A cidade aparentemente não tem nada demais. 

Nossa viagem acabou com a entrega do carro e nosso voo de volta a Madri \o/ 

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Viagem: Fez

Olá!
Medina de fez 

Para chegar a Fez saindo de Merzouga são 7h de carro. Mas nós fizemos um passeio de dia inteiro porque existe a maior variação climática e de vegetação que eu já vi. Nós saímos do deserto, passamos por floresta, brincamos na neve e depois chegamos na cidade enorme de Fez.


  • O caminho até Fez: 
Manhã-Túnel dos Legionários
-oasis do Vale do Ziz
-cidades Er-Rachidia, Erfoud, Rissani
-Almoço em Midelt (Restaurant Le Pin)
Tarde-Ifrane, suíça marroquina
-Azrou, e a Floresta do Cedro Gouraud
-macacos de Gibraltar (mokeys watch)


Começou assim
Depois ficou assim

Os pontos do roteiro não significa paradas mas apenas pontos de atenção. No vale do Ziz a graça eram as arvores e o rio passando próximos. 




O ponto alto da viagem foi a parada na Floresta do Cedro onde alimentamos os macacos (e cachorros) e curtimos um agradável momento sem pressa no meio das árvores. 


Depois estávamos dentro da flores

O outro momento incrivel foi quando paramos o carro no meio da estrada porque tinha acumulado muitaa neve próxima a estrada. Ficamos um tempinho lá brincando. Depois encontramos neve mesmo já em Ifrane - a suiça marroquina - mas a cidade em si não tinha nada demais. 



O foco do passeio era realmente observar a linda paisagem do país com suas modificações nas belezas naturais. 

Por fim achamos neve



Achei divertida a mudança das placas de "cuidado com camelos" ou "cuidado com as dunas" para "cuidado risco de nevasca" xD 




Se for para fazer essa viagem tem que ser leve assim, parando e conhecendo coisas pq senão - só dirigindo com a meta de chegar - é um desperdício de tempo e dinheiro. Melhor comprar um tour e ir dormindo numa van. 







  • A cidade de Fez
Hospedagem: Riad Haj Palace (muito bem localizado na medina e com quartos bem confortáveis)
Transporte: nós somente andamos a pé. Estacionamentos o carro em um estacionamento praticamente dentro da medina e pagamos 20 dirhans por noite. 
Atrações vistas: ver comentários ali embaixo. 
Segurança: cuidado pois aparecem mil pessoas querendo ajudar a indicar caminhos, carregar malas e essas coisas. Não que tenha acontecido algo de mal com a gente mas nunca se sabe e acho melhor prevenir. 
Restaurantes recomendados:
#Café Clock (mais jovem e comida ocidentalizada. Boas opções vegetarianas)
# Ruined garden (muito romântico, comida deliciosa e uma ótima limonada)
Ambiente do Ruined Garden mistura um prédio em ruinas
com vegetação e umas luzes estratégicamente colocadas. Não se engane porque
o ambiente é confortável e a comida é ótima. 

Sem ofensa aos Marroquinos, mas Fez é uma cidade muito ruim para turistas pois a maior parte das "atrações" somente podem ser adentradas por mulçumanos, ai o passeio consiste no guia falar "aqui é o lugar tal, esta é a porta dele mas não pode entrar".

Daniel tentando bater foto da porta de algum dos lugares que não podíamos entrar
O passeio ao curtume para ver a fabricação de couro eu achei SUPER dispensável porque fede muito e o foco é em tentar vender algo pra você. Masss se você quer dar um remember nos momentos da Jade na novela "O clone" vai lá xD mas vai com guia recomendado pelo hotel e essas coisas - como nós fizemos.

durante o tour guiado em algum souk
Na verdade, tudo o que se tem pra fazer nessa cidade é comprar (e ser enrolado) porque o turista não faz ideia do preço justo pelas mercadorias e os vendedores exploram em razão disso.

E o guia ganha comissão por levar as pessoas nas lojas. Nós entramos nas seguintes lojas: de tecido (que vende lenços, bolsas carteiras, etc - acabei comprando), uma farmácia que vende tudo (comprei henna de cabelo, óleo de argan puro (farei post) e também fiz massagem (que até que foi bom mas estranho), loja de metais em prata e no final fomos levados a um restaurante que a comida era nada demais e o preço CARISSIMO!

Logo, se fizer tour NÃO VAI no restaurante recomendado pelo guia!

De turismo meeesmo na moral que nós fizemos com o guia foi ir no Nejjarine Fondouk, uma espécie de museu com antigos corãos e peças utilizadas nas casas dos marroquinos (muitos instrumentos de construção e coisas para bebes) e conhecemos os vários Souks.

Nejjarine Fondouk


O guia foi útil para contar a história da cidade mas a diária de meio dia com ele tava de muito bom tamanho.

Madraça Bu Inania



Sozinhos nós conhecemos o portal da medina (que era histórico), a Madraça Bu Inania, as tombas dos merenides (que é um mirante para ver a medina do alto e o resto da cidade de Fez), um parque/jardim Jnane sbile  (que fica fora das muralhas mas próximo a medina) e o Borj Nord (um museu de armas marroquino muito interessante!

Madraça Bu Inania







Nós ficamos 3 dias nessa cidade e de forma geral achei um grande desperdício de tempo e dinheiro porque não curto programas de "shopping" em viagem . Gosto  de natureza, cultural ou alguma atividade. Passei 100% do tempo com aquele feeling de "estou sendo enganada.
tombas dos merenides
parque jardim
Jnane sbile

Acho que 1 dia inteiro em Fez ta bom. Você consegue conhecer tudo o que há pra ser visto (mesmo) na cidade e rola aquele primeiro "choque cultural" (caso você siga o roteiro chegando por Tanger ou por Fez mesmo).

Mas como nem tudo é ruim, nós compramos nossa aliança de compromisso nessa cidade e os nossos tambores (enormes e que derao um trabalhao na volta pro Brasil). Além disso acabei fazendo a pintura de mão na cidade (que ficou linda mas sumiu tudo depois que lavei o.o)






























É isso pessoal, espero não desanimar viajantes mas gosto de dar a real para não rolar decepção com pessoal quando chegar lá.

Até a última parte da viagem!